Dose tripla de Maria Rita no Carnaval 2015

20/02/2015 | Notícias

O Carnaval de 2015 foi de muita folia e emoção para Maria Rita. Começou bem antes, ainda em 2014. E foi bem diversificado, passando por bloco de rua e baile carnavalesco, desfile no Rio de Janeiro e destaque em escola de São Paulo. Na cor das fantasias, imperou o preto e branco da escola Vai-Vai e do Cordão da Bola Preta, mas o azul e branco da Portela também tiveram seu espaço de honra. Vestida de princesa, de Carmem Miranda estilizada, ou de personalidade da tradição da escola de Madureira, ao lado de ícones do samba, como Monarco e Paulinho da Viola, a cantora marcou presença nas festas carioca e paulistana.

MR_vaivai

“Simplesmente Elis”:  sentimentos à flor da pele na Vai-Vai

Paulista de origem, a artista não poderia deixar de ter uma escola de São Paulo no coração. A relação com a Vai-Vai é antiga e cheia de carinho. Neste ano, quando a agremiação escolheu homenagear Elis Regina em seu enredo, a participação da Maria Rita, filha da “Pimentinha”, tornou-se mais do que obrigatória. Desde a final da disputa de samba até o dia do desfile, no dia 14 de fevereiro, a cantora participou assiduamente dos ensaios e eventos da Vai-Vai.

(Veja o álbum com fotos do ensaio de 25 de janeiro e do último treino da escola antes de desfilar em SP.)

Maria Rita abriu o desfile vestida de princesa e, ainda muito emocionada, confessou que a avenida foi seu palco mais difícil. Assista à entrevista feita 30 minutos depois do fim do desfile da Vai-Vai e veja aqui o vídeo com o samba-enredo em homenagem à Elis.

 

Entre os bambas do samba e a Velha Guarda da Portela

Doi dias depois, na segunda de Carnaval, foi a vez de o Rio de Janeiro receber a artista na avenida. Convidada diretamente por mestre Monarco, um dos pilares da tradição portelense, a cantora recebeu com muita alegria e honra a oportunidade de defender as cores da escola azul e branca e o enredo que homenageou os 450 anos do Rio de Janeiro.

Integrando a última ala, que representava o “Portal do Samba”, ela desfilou no “Olimpo” da escola, ao lado de Tia Surica, Paulinho da Viola e do próprio Monarco. Assim como fez com a escola paulistana, Maria Rita também prestigiou ensaios e eventos pré-carnavalescos da agremiação, inclusive subindo ao palco da Feijoada da Família Portelense.

portela_site

 

 

Do baile ao bloco: Maria Rita na folia carioca

Fora da Sapucaí, a cantora provou que tem fôlego para foliã nenhuma botar defeito. Madrinha do tradicional Cordão do Bola Preta, que abriu o sábado de carnaval no Rio de Janeiro e tranformou uma das principais avenidas do centro da cidade em um mar alegre de 2 milhões de pessoas, ela animou um dos blocos mais grandiosos do Rio, ao lado da atriz Leandra Leal, porta-estandarte do bloco.

bolapreta

Foto: Veja/ Daniel Ramalho

Foto: Veja/ Daniel Ramalho

Para fechar a maratona carnavalesca, Maria Rita ainda dividiu o palco com os amigos do grupo Casuarina, no Baile de Carnaval da Fundição Progresso. Encarnando uma Carmem Miranda estilizada, a artista mostrou samba no pé e na alma, colocando a plateia para dançar e cantar ao som de sucessos da sua carreira e de clássicos do carnaval. Realmente, mesmo sem ter nascido no samba, não há dúvidas de que o samba nasceu e vive muito bem e feliz na Maria Rita.

baile-da-fundicao_site