Pelo repertório: Ladeira da Preguiça

28/08/2012 | Notícias, Repertório

Esta canção, uma referência à histórica ladeira em Salvador, é uma das três composições de Gilberto Gil que estão no disco “Elis” (1973) – além de “Ladeira da Preguiça” há “Doente, Morena” e “Meio de Campo”.

“Ladeira da Preguiça” foi feita a pedido da própria Elis, em 1971. “O Gil fez pra mim. Eu telefonei pra ele e pedi pra fazer uma música. Ele fez essa e, claro, eu gostei muito”, contou ela. Escrita no exílio, Gil fala sobre a Europa, a distância da família e faz referência a locais que são símbolos da Bahia. E a ladeira, uma das mais antigas da capital baiana, virou o nome da música. Era uma das importantes ligações do porto à Cidade Alta, por onde escravos transportavam a mercadoria que chegava nas embarcações. A canção virou um grande sucesso deste disco.

Ladeira da Preguiça

(Gilberto Gil)

Ladeira da Preguiça
Essa ladeira, que ladeira é essa?
Essa é a ladeira da preguiça
Essa ladeira, que ladeira é essa?
Essa é a ladeira da preguiça
Preguiça que eu tive sempre de escrever para a família
E de mandar conta pra casa
Que esse mundo é uma maravilha
E pra saber se a menina
Já conta as estrelas e sabe a segunda cartilha
E pra saber se o menino
Já canta cantigas e já não bota mais a mão na braguilha
E pra falar do mundo falo uma besteira
Fomenteira é uma ilha
Onde se chega de barco, mãe
Que nem lá, na ilha do medo
Que nem lá, na ilha do frade
Que nem lá, na ilha de maré
Que nem lá, salina das margaridas
Essa ladeira, que ladeira é essa?
Essa é a ladeira da preguiça
Essa ladeira, que ladeira é essa?
Essa é a ladeira da preguiça

Ela é de hoje
Ela é desde quando
Se amarrava cachorro com linguiça